Operação prende suspeito de tentativa de homicídio em Presidente Prudente


Back to Blog

Operação prende suspeito de tentativa de homicídio em Presidente Prudente

Homem, de 46 anos, atirou contra um rapaz em março, na zona leste da cidade. Foram cumpridos mandados de prisão e apreensão nesta sexta-feira (13).

Um homem, de 46 anos, foi preso na Operação Frigga, realizada nesta sexta-feira (13), em Presidente Prudente (SP). Conforme a Polícia Civil, ele é suspeito de ter tentado matar a tiros um homem durante uma briga, na zona leste da cidade, no final de março.

Foram cumpridos um mandado de prisão e dez mandados de busca e apreensão, expedidos pela Vara do Júri e da Infância e da Juventude.

Foram apreendidos celulares que serão submetidos à perícia.

A operação contou com a participação de 42 policiais civis e os canis da Polícia Militar e da Secretaria da Administração Penitenciária do Estado de São Paulo (SAP).

O crime

No dia 27 de março, por volta das 23h30, o autor e a vítima, de 33 anos, discutiram em um bar. Segundo a Polícia Civil, o rapaz foi agredido fisicamente e perseguido pelas ruas da zona leste. Em dado momento, o autor disparou cinco vezes. A vítima se escondeu em uma casa em construção e acionou a Polícia Militar.

Os policiais militares foram até o local e viram um homem, de 47 anos, que “apressadamente caminhava” pela Rua Durval Barbosa, na Vila Rainho.

Conforme o Boletim de Ocorrência, o policial deu ordem de parada e para que ele colocasse as mãos na cabeça. Contudo, o homem não obedeceu e saiu correndo no sentido contrário, em direção à Rua Manoel Rainho Teixeira.

O policial afirmou que novamente deu ordem de parada. Neste momento, o homem se virou, jogou algo no quintal de uma casa e “sacou uma arma”, apontando em direção do militar.

“Para se defender”, o policial efetuou dois disparos contra o homem, que acabou jogando a arma que portava no mesmo quintal em que havia arremessado o objeto anterior.

O Boletim de Ocorrência informa que o homem caiu no chão “ofegante e nada disse”.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e a vítima, encaminhada para o Hospital Regional (HR). O homem não resistiu aos ferimentos e morreu.

No local, a perícia encontrou cinco cápsulas de calibre 380 que, conforme o BO, é o “mesmo calibre da arma” que o homem que morreu portava.

Fonte: G1

Share this post

Back to Blog