UPAs têm mais de 30 pessoas aguardando leitos em hospitais de Prudente


Voltar para Blog

UPAs têm mais de 30 pessoas aguardando leitos em hospitais de Prudente

Prefeitura de PP discute fechar mercados e criar ‘enfermaria Covid’

A falta de vagas em hospitais já provoca reflexo severo na rede municipal de Saúde de Presidente Prudente. Atualmente, mais de 30 pessoas são mantidas em Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) enquanto não são transferidas para hospitais. 

Na tarde desta sexta-feira (26), uma reunião envolvendo diversos órgãos, Prefeitura e iniciativa privada discutem a compra de insumos, abertura de vagas de enfermaria e a transformação do Pronto Atendimento (PA) do Cohabão para casos exclusivos de coronavírus.

Sofrendo com Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) lotadas há duas semanas, a Prefeitura de Prudente deve endurecer ainda mais as regras da quarentena. O Executivo deve anunciar o fechamento de mercados, hipermercados e atacadões aos domingos como forma de evitar o deslocamento de pessoas e frear a disseminação da covid-19.

Outra medida que será tomada pelo prefeito Ed Thomas (PSB) será a antecipação do “toque de restrição” de pessoas nas ruas: das 23h para as 20h até as 5h do dia seguinte.

Abertura de enfermaria

A ideia defendida é de abrir novos leitos de enfermaria para pacientes com coronavírus e, assim, desafogar as UPAs. Desta forma, agilizaria os atendimentos evitando o agravamento da doença e, consecutivamente, a demanda por UTIs.

No caso das enfermarias, a abertura pode ser realizada pelo município sem aval do Governo do Estado. Para tal, a iniciativa privada foi convidada a colaborar na compra de insumos necessários, como colchões, camas, oxigênio, entre outros.

As novas medidas antecipadas com exclusividade pelo Portal devem ser anunciadas por Ed Thomas ainda nesta sexta-feira.

Fonte: Portal Prudentino

Compartilhar esta postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para Blog

APOIADO POR: