Tradições quaresmais são mantidas entre os jovens


Voltar para Blog

Tradições quaresmais são mantidas entre os jovens

Fiéis católicos iniciaram no dia 17 o jejum gastronômico, corporal ou moral para honrarem o sacrifício de Cristo; são 40 dias em conversão e oração

Começou no dia 17, Quarta-Feira de Cinzas, a Quaresma, período em que muitos católicos permanecem 40 dias em conversão e oração. Nesta época em que se reforça a prática do jejum, da oração e da caridade, alguns fiéis acabam vivenciando uma penitência cristã por meio da mudança de hábitos, como abstenção da carne vermelha, considerando uma alternativa de se aproximarem de Deus. A tradição da igreja católica, inclusive, ultrapassa gerações e atualmente os jovens continuam o legado de maior conversão espiritual. 
De acordo com o vigário paroquial da Catedral São Sebastião de Presidente Prudente e capelão da Congregação das Irmãzinhas dos Anciãos Desamparados – Lar São Rafael, Adílson Fernandes, a espiritualidade quaresmal convida cada um de nós à conversão, fazendo com que a Páscoa já produza em nossa vida seus frutos. O jejum, segundo o sacerdote, é um dos gestos quaresmais que vem para nos ajudar a educar nossas vontades e desejos para não nos tornarmos verdadeiros escravos desses prazeres. Portanto, o jejum é a abstinência daquilo que mais se gosta.
“É, para cada um de nós, uma alternativa de nos aproximarmos de Deus. O maior e puro exemplo que podemos ver é de Jesus, que durante 40 dias no deserto jejuou (Mateus 4,1-11) e por cada um de nós se entregou no madeiro da cruz”, recorda. 
O jejum não é somente de alimentos (almoço, jantar e cafés), mas também de jogos, redes sociais, em linhas gerais de algo que se gosta muito. Para isso, o vigário explica que, caso a pessoa escolha fazer jejum de umas das refeições do dia – almoço ou jantar, a depender dos seus hábitos, de sua condição de saúde e de trabalho –, deve tomar o café da manhã normalmente e depois fazer somente uma refeição. “Muitas vezes, fazemos o jejum errado e ele prejudica nossa saúde. Jejum não é passar fome, mas retirar uma das refeições do dia e a outra refeição que não vai fazer pode ser substituída por um lanche simples ou uma fruta que lhe dê condições de passar o resto do dia ou da noite sem fome”, explica. 
Por isso, o jejum é um refrear para a gula e um disciplinar para o nosso comer. Ele se aplica aos maiores de idade, até aos 60 anos. O jejum para as crianças e adolescentes não é recomendado, pontua.

Tradição quaresmal

A tradição do jejum quaresmal na vida do seminarista da Diocese de Presidente Prudente, Rafael Fagundes Silva, começou por conta da família, mas relata que fazia automaticamente. No entanto, afirma que foi apenas conhecer o real sentido dele quando entrou para o seminário e passou a pesquisar e aprender sobre. “É importante mudarmos os hábitos para cessarmos as ofensas contra Deus, e uma forma de fazer isso é por meio do jejum que vai desgastando o corpo para que ele não deseje as coisas do mundo. Em suma, é importante para nós nos configurarmos a Cristo com mais eficiência e perfeição como São Paulo fez – castigava o corpo e o mantinha em servidão para não ser excluído da salvação [I Coríntios 9, 27]”.
Neste período quaresmal, Rafael escolheu praticar o jejum do café, pois relata que se serve praticamente o dia todo e tirá-lo, para ele, é como subtrair parte da sua rotina. “Além disso, escolho fazer uma refeição completa e duas pequenas no dia. Mas, o principal e o que mais agrada a Deus é o jejum do pecado, estar realmente disposto a abandonar os hábitos pecaminosos”, explica.
A tradição familiar da Quaresma também foi mantida pela fisioterapeuta, Fernanda Vieira Bezerra, 24 anos, da Paróquia Santa Terezinha de Mirante do Paranapanema. Ela explica que cresceu em uma família católica e guarda recordações de fazer abstinência de carne e de guardar a Sexta-Feira Santa. “Atualmente, procurei entender melhor o rito. Eu sigo padres e pessoas que falam sobre o assunto e assim surgiu o desejo de seguir mais fielmente”, comenta.
A Quaresma, segundo a fisioterapeuta, é tempo de reflexão, de olhar para si mesmo e meditar sobre Aquele que deu a vida para salvar a humanidade. “O que é abrir mão de algo diante do que Ele fez?”, acrescenta. Para alcançá-lo, a jovem reforça que existem vários tipos de penitências e as gastronômicas são as mais comuns. No seu caso, ela retirou os doces, mas também realiza outras abstinências como acordar mais cedo que de costume – conhecida como corporais –, e as morais, que são não reclamar ou julgar. “Eu escolho a partir do que eu considero possível e mais difícil. São coisas que eu já deveria aplicar na minha vida, mas me deixo levar”, reforça. Fernanda também diz que faz abstinência de carne todas as sextas-feiras do ano e na Quaresma também faz às quartas-feiras.
Outro jovem que aprendeu a espiritualidade quaresmal por meio dos pais e avós foi o advogado Lindson Ranielly de Almeida Silva, que também pertence à Paróquia Santa Terezinha. Ele considera que é extremamente importante que cada católico busque viver a Quaresma com intensidade, pois este tempo litúrgico nos chama a convertermos completamente os nossos hábitos para que possamos nos assemelhar ainda mais a Jesus Cristo. Mas, acrescenta que a Quaresma é apenas o início dessa conversão que não pode ser regredida na Páscoa. “Precisamos nos converter, hoje, nesse tempo quaresmal, e perseverar até o final da nossa vida”, diz.
Ao escolher suas penitências, Lindson busca ter em vista aquilo que precisa frear em si e que irá fazer com que cresça espiritualmente. “Tenho como costume fazer o jejum de Daniel, que em resumo é o consumo apenas de frutas e verduras pelo período de 21 dias. Portanto, separo os últimos 21 dias da Quaresma e faço esse jejum. Ele é ótimo para quem quer um crescimento espiritual”, afirma. Durante a Quaresma ele abandona completamente o consumo de carnes de animais de sangue quente as quartas-feiras e as sextas-feiras. 

Fernanda faz abstinência gastronômica, corporal e moral durante o período

Fonte: O Imparcial

Compartilhar esta postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para Blog

APOIADO POR: