Região de Presidente Prudente tem 18 unidades que fornecem soro para vítima de picadas de animais peçonhentos; veja os endereços


Voltar para Blog

Região de Presidente Prudente tem 18 unidades que fornecem soro para vítima de picadas de animais peçonhentos; veja os endereços

Ferramenta on-line facilita a localização e a identificação dos pontos de atendimento.

A região de Presidente Prudente (SP) tem 18 unidades que fornecem soro para atendimento de pessoas vítimas de picadas de animais peçonhentos como, escorpiões, aranhas, serpentes e lagartas.

Veja abaixo os endereços dos centros de atendimento:

Adamantina (SP)

Santa Casa de Misericórdia

Endereço: Rua Joaquim Luiz Viana, nº 209

Telefone: (18) 3502-2200

Acidentes: jararaca, cascavel, aranha marrom, aranha armadeira e escorpião.

Soros disponíveis: botrópico, crotálico, aracnídico e escorpiônico.

Dracena (SP)

Santa Casa de Misericórdia

Endereço: Rua Virgílio Pagnozzi, nº 822

Telefone: (18) 3821-8466

Acidentes: jararaca, cascavel, aranha marrom, aranha armadeira e escorpião.

Soros disponíveis: botrópico, crotálico, escorpiônico e aracnídico.

Euclides da Cunha Paulista (SP)

Unidade Básica de Saúde 3, no Pronto Atendimento Municipal

Endereço: Rua Helena Kill Diniz, nº 1.621, Centro

Telefone: (18) 3283-1277

Acidentes: jararaca, cascavel, aranha marrom, aranha armadeira e escorpião.

Soros disponíveis: botrópico, crotálico, escorpiônico e aracnídico.

Iepê (SP)

Hospital Municipal

Endereço: Rua José Simões Filho, nº 81

Telefone: (18) 3264-1441

Acidentes: jararaca, cascavel, aranha marrom, aranha armadeira e escorpião.

Soros disponíveis: botrópico, crotálico, aracnídico e escorpiônico.

Junqueirópolis (SP)

Santa Casa de Misericórdia

Endereço: Rua Porto Alegre, n 1221

Telefone: (18) 3841-9420

Acidentes: jararaca, cascavel, aranha marrom, aranha armadeira e escorpião.

Soros disponíveis: botrópico, crotálico, escorpiônico e aracnídico.

Martinópolis (SP)

Santa Casa de Misericórdia

Endereço: Rua José Henrique de Mello, nº 236

Telefone: (18) 3275-1000

Acidentes: jararaca, cascavel, aranha marrom, aranha armadeira e escorpião.

Soros disponíveis: botrópico, crotálico, aracnídico e escorpiônico.

Mirante do Paranapanema (SP)

Pronto Atendimento Municipal

Endereço: Avenida Zil Brasil, nº 320

Telefone: (18) 3991-1292

Acidentes: jararaca, cascavel, aranha marrom, aranha armadeira e escorpião.

Soros disponíveis: botrópico, crotálico, escorpiônico e aracnídico.

Panorama (SP)

Pronto Atendimento Municipal

Endereço: Rua Manoel Fernandes da Cunha, nº 512

Telefone: (18) 3871-1583

Acidentes: jararaca, cascavel, aranha marrom, aranha armadeira e escorpião.

Soros disponíveis: botrópico, crotálico, escorpiônico e aracnídico.

Pirapozinho (SP)

Pronto Atendimento Municipal

Endereço: Rua Euclides da Cunha, nº 191

Telefone: (18) 3269-2609

Acidente: escorpião.

Soro disponível: escorpiônico.

Presidente Epitácio (SP)

Santa Casa de Misericórdia

Endereço: Rua Antônio Venâncio Lopes, nº 9-52

Telefone: (18) 3251-8010

Acidentes: jararaca, cascavel, aranha marrom, aranha armadeira e escorpião.

Soros disponíveis: botrópico, crotálico, escorpiônico e aracnídico.

Presidente Prudente (SP)

Hospital Regional (HR)

Endereço: Rua José Bongiovani, nº 900

Telefone: (18) 3229-1500

Acidentes: jararaca, cascavel, coral, aranha marrom, aranha armadeira, escorpião e lonômia.

Soros disponíveis: botrópico, crotálico, elapídico, escorpiônico, aracnídico e lonômico.

Santa Casa de Misericórdia

Endereço: Rua Venceslau Braz, nº 5

Telefone: (18) 2101-8000

Acidentes: jararaca, cascavel, coral, aranha marrom, aranha armadeira, escorpião e lonômia

Soros disponíveis: botrópico, crotálico, elapídico, escorpiônico, aracnídico e lonômico.

Presidente Venceslau (SP)

Santa Casa de Misericórdia

Endereço: Rua Emiliano Vilanova nº 66

Telefone: (18) 3271-2411

Acidentes: jararaca, cascavel, coral, aranha marrom, aranha armadeira e escorpião.

Soro(s): botrópico, crotálico, escorpiônico e aracnídico.

Rancharia (SP)

Hospital e Maternidade

Endereço: Rua Mário César de Camargo, nº 1559

Telefone: (18) 3265-1511

Acidentes: jararaca, cascavel, aranha marrom, aranha armadeira e escorpião.

Soros disponíveis: botrópico, crotálico, escorpiônico e aracnídico.

Rosana (SP)

Hospital Regional de Porto Primavera

Endereço: Rua do Hospital, s/n

Telefone: (18) 3284-9500

Acidentes: jararaca, cascavel, aranha marrom, aranha armadeira e escorpião.

Soros disponíveis: botrópico, crotálico, escorpiônico e aracnídico.

Santo Anastácio (SP)

Hospital de Caridade Anita Costa

Endereço: Praça Doutor Luiz Ramos e Silva, nº 328

Telefone: (18) 3263-1155

Acidentes: jararaca, cascavel, aranha marrom, aranha armadeira e escorpião.

Soros disponíveis: botrópico, crotálico, escorpiônico e aracnídico.

Teodoro Sampaio (SP)

Hospital Regional

Endereço: Alameda Trifon Infante Algarim, n° 1430

Telefone: (18) 3882-1333

Acidentes: jararaca, cascavel, aranha marrom, aranha armadeira e escorpião.

Soros disponíveis: botrópico, crotálico, escorpiônico e aracnídico.

Tupi Paulista (SP)

Santa Casa de Misericórdia

Endereço: Rua Almirante Barroso, 1436

Telefone: (18) 3851- 2420

Acidentes: jararaca, cascavel, aranha marrom, aranha armadeira e escorpião.

Soros disponíveis: botrópico, crotálico, escorpiônico e aracnídico.

Mapa interativo

A Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo lançou uma ferramenta on-line para facilitar a localização e a identificação dos 220 pontos de atendimento soroterápico paulistas. O mapa interativo, desenvolvido pelo Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE), fornece as informações necessárias para buscar ajuda em emergências, sobretudo, no período quente e chuvoso, época em que este tipo de acidente mais acontece.

Em 2023, o Estado de São Paulo registrou 70.800 acidentes notificados com animais peçonhentos e 23 óbitos, sendo que 444 acidentes ocorreram na capital.

Além de facilitar a localização dos pontos de distribuição de soro, o mapa interativo visa a diminuir o tempo entre o acidente e o tratamento, possibilitando que a vítima seja levada imediatamente ao serviço de saúde mais próximo e receba o tratamento adequado em um menor espaço de tempo.

“Fatores como o aumento da urbanização, desmatamento, turismo ecológico e alterações climáticas podem estar relacionados ao crescimento de casos. O aumento da oferta de detritos alimentares proporciona um ambiente ideal para a proliferação de roedores e baratas, que por sua vez possibilita aumento do número de serpentes, escorpiões e aranhas em convívio mais próximo com o ser humano”, explicou a médica veterinária do CVE, Gisele Freitas.

Ela também ressaltou que crianças de até 10 anos precisam receber o soro antiescorpiônico em até 1h30 após terem sido picadas por escorpião.

“Se uma criança saudável começar a chorar intensamente e aparentar muita dor, é necessário pensar em acidente com escorpião e procurar atendimento médico imediatamente”, alertou a especialista.

Dicas para prevenir acidentes

De acordo com a Divisão de Zoonoses do CVE, até o dia 16 de janeiro deste ano, foram registrados 472 casos, sendo 317 envolvendo escorpiões e os demais por animais como aranha-marrom, aranha-armadeira e serpentes.

“Neste período do ano, há condições climáticas propícias para a reprodução dos animais, uma vez que altas temperaturas e precipitações favorecem condições ambientais e maior disponibilidade de alimentos”, afirmou a médica veterinária.

Confira as orientações para prevenir os acidentes:

Usar calçados e luvas nas atividades rurais e de jardinagem;

Examinar calçados, roupas pessoais, de cama e banho, antes de usá-las;

Afastar camas e berços das paredes e evitar pendurar roupas fora de armários;

Não acumular entulhos e materiais de construção;

Limpar regularmente móveis, cortinas, quadros, cantos de parede;

Vedar ralos, frestas e buracos em muros, paredes, assoalhos, forros e rodapés;

Evitar plantas tipo trepadeiras e bananeiras junto às casas e manter a grama sempre cortada;

No amanhecer e no entardecer, evitar a aproximação da vegetação muito próxima ao chão, gramados ou até mesmo jardins, pois é nesse momento que serpentes estão em maior atividade; e

Não mexer em colmeias e vespeiros. Caso estejam em áreas de risco de acidente, contatar a autoridade local para a remoção.

O que fazer em caso de acidente?

Levar a vítima imediatamente ao serviço de saúde mais próximo para que possa receber o tratamento adequado em tempo;

Lavar o local da picada com água e sabão;

Não fazer torniquete ou garrote;

Não furar, cortar, queimar, espremer ou fazer sucção no local da ferida;

Não aplicar folhas, pó de café ou terra (pode provocar infecções);

Não ingerir bebida alcoólica, querosene ou fumo, como é costume em algumas regiões do país; e

Se não oferecer risco, acondicionar o animal em frasco tampado ou fotografá-lo para facilitar a identificação e tratamento adequado.

Fonte: G1

Compartilhar esta postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para Blog

APOIADO POR: