Nova luva eletrônica traduz em palavras gestos de pessoas com deficiências


Voltar para Blog

Nova luva eletrônica traduz em palavras gestos de pessoas com deficiências

Pesquisadores italianos criaram uma luva eletrônica que melhora a comunicação com pessoas que tiveram AVC – Acidente Vascular Cerebral – que têm distúrbios do espectro do autismo e déficits neurológicos.

A E-Glove traduz gestos dessas pessoas em palavras e permite a tradução da língua de sinais.

Ela é uma luva eletrônica experimental que nasceu nos laboratórios da Unicam, Universidade de Camerino, após uma ideia da Limix, empresa de computadores que desenvolveu a luva.

O dispositivo inovador é capaz de traduzir em tempo real determinados movimentos das mãos e dos dedos em palavras e frases.

A ideia é que a luva possa integrar e completar as atividades de reabilitação do paciente.

Como

Ela tem sensores inerciais – giroscópio, acelerômetro e magnetômetro – que coletam dados de alta frequência, os processa e envia em tempo real via Bluetooth para um smartphone, que contém um banco de dados com os gestos personalizados do usuário.

Um algoritmo permite entender se o gesto realizado está entre os gravados e convertê-lo em voz através de um sintetizador de voz. Então, concretamente, o dispositivo entende se a pessoa quer dizer algo e o quê.

Experimental

A luva eletrônica é um protótipo experimental e acaba de entrar fase de testes de campo com pacientes e a colaboração de jovens autistas.

Participam dos testes cientistas da computação, estatísticos, matemáticos, fisiatras, fisioterapeutas, fonoaudiólogos e bioengenheiros.

O desenvolvimento do projeto foi possível graças ao cofinanciamento do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do Só Notícia Boa

Compartilhar esta postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para Blog

APOIADO POR: