Mulher acorda com homem sobre seu corpo no quintal de sua casa e suspeito é preso por tentativa de estupro de vulnerável


Back to Blog

Mulher acorda com homem sobre seu corpo no quintal de sua casa e suspeito é preso por tentativa de estupro de vulnerável

Um homem, de 48 anos, foi preso em flagrante na madrugada desta quarta-feira (9) por tentativa de estupro de vulnerável, em Presidente Prudente.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, a polícia foi acionada para atender uma ocorrência de tentativa de estupro. Quando chegaram ao local, a vítima, de 32 anos, contou que estava em sua casa e somente se recordava de ter acordado no quintal, caída no chão, já com o autor, o qual não conhecia.

Segundo a vítima, o homem estava sobre seu corpo, apertando seu pescoço e tentando lhe estuprar.

A mulher ainda falou à polícia que após gritar e chutar o homem, ele pulou o muro e fugiu.

Conforme o boletim, vizinhos alegaram que viram realmente um homem pulando o muro da casa da vítima e fugir em um carro, de cor escura.

A vítima e os vizinhos disseram aos policiais que o homem era conhecido no bairro, pois fazia serviços de pedreiro.

A equipe foi até a casa do suspeito, de acordo com a ocorrência, e ele foi encontrado sentado na calçada, “aparentemente embriagado”, em frente ao portão, ao lado de um veículo, o qual ele confirmou ser de sua propriedade.

Ao ser questionado, o suspeito negou o crime aos policiais, alegando que não conhecia a vítima, que nunca tinha conversado com a mulher e que nunca tinha estado na casa dela. O homem falou ainda que estava em um espetinho próximo de sua casa, onde tomou algumas cervejas e retornou direto para sua residência.

No entanto, diante da versão das vítimas e das testemunhas, a polícia deu voz de prisão ao suspeito e o encaminhou à Delegacia Participativa da Polícia Civil.

Na delegacia, o suspeito manteve a versão apresentada aos policiais anteriormente. As testemunhas, que também foram levadas à delegacia, confirmaram terem visto o homem pular o muro da casa da vítima e fugir em um carro após ela gritar por socorro.

A vítima, ao ser ouvida na delegacia, ratificou a primeira versão apresentada, acrescentando que antes do crime o autor teria estado em sua casa com um casal de amigos e que todos teriam ido embora e ela somente se recordava de ter acordado com o autor já sobre o seu corpo, tentando estuprá-la e que o ato somente não se consumiu porque ela chutou a barriga do homem e gritou por socorro.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, após análise dos fatos e provas apresentadas, “em especial as declarações da vítima, a qual pelas suas declarações estava em estado de vulnerabilidade, sem condições de oferecer resistência e das testemunhas”, a polícia entendeu os presentes indícios e o estado flagrancial e ratificou a voz de prisão dada ao suspeito e providenciou a lavratura do auto de prisão em flagrante.

Não foi arbitrada fiança ao suspeito, o qual permaneceu à disposição da Justiça.

Foram requisitados exame de corpo de delito e embriaguez aos envolvidos.

O caso foi encaminhado à Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), que dará continuidade às investigações.

Fonte G1

Share this post

Back to Blog