Moradores de Presidente Prudente trabalham para recuperar os estragos causados por temporal


Voltar para Blog

Moradores de Presidente Prudente trabalham para recuperar os estragos causados por temporal

Moradores de Presidente Prudente trabalham neste sábado (5) na contabilização dos prejuízos e na recuperação dos estragos causados pelo temporal que caiu sobre a cidade na sexta-feira (4).

Foram registrados diversos pontos de alagamentos, desabamentos, inundações e destelhamentos.

Funcionários da Companhia Prudentina de Desenvolvimento (Prudenco) e da Defesa Civil também atuam nas frentes de trabalho.

Um dos pontos alagados foi o Tênis Clube de Presidente Prudente, no Jardim Paulista.

Na Avenida Washington Luiz, em frente ao clube, carros chegaram a ser arrastados pela força da enxurrada.

No Parque do Povo, houve alagamentos nas avenidas 11 de Maio e 14 de Setembro.

Na Vila Charlote, houve o desabamento de um muro da Escola Municipal João Sebastião Lisboa.

A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec) divulgou um boletim com o registro das ocorrências de:

  • inundação do Tênis Clube de Presidente Prudente, no Jardim Paulista;
  • queda de muro e alagamento de residência, na Rua Bernardino de Sena Filho, no Parque Alvorada;
  • queda de árvore sobre a via, na Rua Manoel Sóstenes Gomes, na Vila Jesus;
  • alagamento de empresa, na Rua Marechal Floriano Peixoto, na Vila Marcondes;
  • alagamento de vias, com prejuízos no trânsito, no cruzamento entre as ruas Hygino Langhi e Armando Sales de Oliveira, no Parque São Judas Tadeu;
  • alagamento de residência e queda de muro em dois imóveis na Rua Gastão Vidigal, no Parque Furquim;
  • queda de árvore, na Avenida Comendador Hiroshi Yoshio, no Jardim Caiçara; e
  • um carro submerso no cruzamento da Rua Nestor Seabra com a Avenida Washington Luiz, no Jardim Paulista.

A Defesa Civil não registrou vítimas.

De acordo com o climatologista Vagner Camarini, o volume de chuva foi de 50 milímetros nas últimas 24h e chegaram a ocorrer rajadas de vento de 70km/h.

“Dezembro começou com muita chuva. Só nesses primeiros dias do mês já choveu 50% do que era esperado para o mês todo. Isso é um bom sinal. Já esperávamos um mês chuvoso, mas com essas chuvas de agora provavelmente dezembro vai ultrapassar o esperado para o mês. Nas últimas 24 horas, totalizou 50 milímetros de chuva aqui em Presidente Prudente, com maior pico de pluviosidade entre 18h e 19h, quando causou transtornos em alguns pontos da cidade”, salientou Camarini.

“Mas essa chuva não foi geral. Apesar de ter chovido em praticamente toda a região, em alguns pontos a chuva foi um pouco mais fraca, o volume um pouco menor. Ela foi provocada por uma associação de fatores: as altas temperaturas que estavam atuando na região; a aproximação de uma frente fria que deve chegar aqui agora nesse final de semana; e um canal de umidade que tem trazido umidade da Amazônia para a nossa região. Então, a soma desses três fatores foi o que intensificou mais os volumes de chuva que estão atuando”, explicou o climatologista.

“Isso deve permanecer até a próxima segunda-feira [7], só que com volumes menores do que ocorreu no final da tarde de ontem [4]. Mas devemos ter chuvas ainda neste sábado [5], domingo [6] e segunda [7]”, concluiu.

Temporal provocou estragos em Presidente Prudente nesta sexta-feira (4) — Foto: Murilo Zara
Temporal provocou estragos em Presidente Prudente nesta sexta-feira (4) — Foto: Murilo Zara
Temporal provocou estragos em Presidente Prudente nesta sexta-feira (4) — Foto: Murilo Zara
Temporal provocou estragos em Presidente Prudente nesta sexta-feira (4) — Foto: Murilo Zara
Temporal provocou estragos em Presidente Prudente nesta sexta-feira (4) — Foto: Murilo Zara
Temporal provocou estragos em Presidente Prudente nesta sexta-feira (4) — Foto: Murilo Zara

Fonte G1

Compartilhar esta postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para Blog

APOIADO POR: