Idosa condenada por assassinar homem com quem mantinha relacionamento amoroso é presa em Tupi Paulista


Voltar para Blog

Idosa condenada por assassinar homem com quem mantinha relacionamento amoroso é presa em Tupi Paulista

Crime ocorreu no ano de 2016, na Vila Camargo. Na época do homicídio, mulher alegou à Polícia Civil que matou a vítima por motivo de ciúme.

A Polícia Civil prendeu nesta segunda-feira (6) uma mulher condenada pelo Tribunal do Júri por ter matado um homem no ano de 2016, em Tupi Paulista (SP). Segundo a polícia, a vítima, que tinha 41 anos, mantinha um relacionamento amoroso com a autora do crime, atualmente com 60 anos.

A idosa foi encontrada pelos policiais em uma residência, localizada na região central de Tupi Paulista. Não houve resistência no cumprimento da ordem judicial de prisão.

Conforme a polícia, a mulher foi conduzida para a delegacia e permaneceu à disposição da Justiça. Após a realização de audiência de custódia, ela será encaminhada para a Penitenciária do município.

O caso

O servente de pedreiro de 41 anos foi assassinado com um golpe de faca no peito, por volta das 23h30 do dia 26 de outubro de 2016, na Vila Camargo, em Tupi Paulista. De acordo com as informações fornecidas na época pelo delegado Aderson Moisés Vieira, o crime foi cometido pela namorada da vítima, uma aposentada de 54 anos.

Segundo Veira, o servente de pedreiro estava em um churrasco na casa de seu pai, localizada na Rua Almirante Barbosa, quando foi agredido por motivos de ciúmes. “O golpe atingiu o coração da vítima”, informou.

Conforme o delegado, o crime foi cometido por motivo passional. “A autora e a vítima tinham um relacionamento amoroso, mas, segundo depoimentos das testemunhas, durante a festa o rapaz disse à suspeita que gostava de outra mulher, que também estava na residência. Esse motivo teria causado ciúmes na aposentada, o que a levou a assassiná-lo”, informou.

O pai da vítima presenciou o crime, ainda segundo Vieira. O homem foi socorrido e levado para a Santa Casa da cidade, mas chegou à unidade morto.

A Polícia Militar informou que a indiciada tentou fugir do local , alegando aos agentes que “o servente de pedreiro estava esfaqueado e que ela queria ir embora”, entretanto, neste momento, o pai da vítima saiu da casa e afirmou que ela é quem havia a esfaqueado. A faca utilizada no crime, de acordo com a PM, foi encontrada por policiais em um terreno baldio, junto com um pano e uma bucha amarela manchados de sangue.

Diante dos fatos, ela foi levada à delegacia, onde, conforme a polícia, confessou o crime e disse que fez isso “por presenciar seu namorado na cama com outra mulher”. Ela também relatou, segundo a PM, que jogou a faca no terreno ao lado do imóvel no qual estava e que usou a bucha e o pano para tentar limpar o sangue que estava em seu corpo.

A autora foi presa em flagrante e respondeu por homicídio qualificado, quando a vítima não tem chances de defesa.

Fonte: G1

Compartilhar esta postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para Blog

APOIADO POR: