Em reunião, 40 funcionários da Cidade da Criança são demitidos em Presidente Prudente


Voltar para Blog

Em reunião, 40 funcionários da Cidade da Criança são demitidos em Presidente Prudente

Trabalhadores foram comunicados na manhã desta quinta-feira (11).

Na manhã desta quinta-feira (11), 40 funcionários da Cidade da Criança “Agripino de Oliveira Lima Filho” foram demitidos. Os trabalhadores foram comunicados em uma reunião com representantes do Consórcio Intermunicipal do Oeste Paulista (Ciop) e a Secretaria Municipal de Turismo (Setur) de Presidente Prudente (SP).

Ainda durante o encontro, que aconteceu na entrada do parque, os trabalhadores foram comunicados que apenas serão mantidos cerca de 23 funcionários do hospital veterinário e o zoológico do local.

A decisão foi tomada devido ao rompimento do contrato de zeladoria com o Ciop, que até então era responsável pela administração.

Diante da rescisão, a Prefeitura de Presidente Prudente deve assumir o serviço do local.

Em entrevista ao programa CBN Fronteira, da rádio CBN Prudente, Luzia Costa, que trabalha na Cidade da Criança, disse que a decisão não foi recebida com surpresa.

“Não foi tão de surpresa porque faz tempo que eles vêm ameaçando. Mas a gente achava que o prefeito ia dar um jeito de aparecer algum dinheiro, aparecer alguma coisa. Tem dinheiro para tudo, só não tem para manter os funcionários da Cidade da Criança aqui”, disse.

Ela ainda informou que acredita que o Poder Executivo não vai honrar com a responsabilidade de limpar o parque, visto que o local é grande e a cidade em si vem enfrentando problemas com a zeladoria.

“A Prefeitura diz que vai assumir a parte da limpeza, mas eu acho assim, aqui são 170 hectares. A cidade está um mato que todo mundo está vendo, a gente não precisa estar falando, todo mundo que está andando por Presidente Prudente vê como está largada. Então, isso aqui também vai acabar, vai ficar largado também. Isso é desculpinha de fechar com visita programada, mas vai ser que nem o parque aquático. Fechou e nunca mais abriu e aqui vai ser a mesma coisa”, concluiu.

O que diz a Prefeitura

Em entrevista ao programa CBN Fronteira, o secretário interino da Secretaria Municipal de Turismo (Setur), Miguel Francisco Pereira, disse que “a Cidade da Criança é a principal ferramenta de turismo do município, só que ela precisa das reformas”.

“O dinheiro está chegando nos cofres da Prefeitura e para iniciar essa reforma é preciso mudar a questão do recebimento das pessoas. As visitas serão com agendamento, serão guiadas, porque não é possível manter o parque no formato que está hoje com as reformas acontecendo aqui dentro”, afirmou o secretário.

Em nota, a Prefeitura de Presidente Prudente, por mio da Secretaria de Turismo, informou que iniciará nas próximas semanas a reforma do Parque Ecológico Cidade da Criança, visando à renovação do licenciamento ambiental do complexo, conforme determina a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB).

“Dessa forma, a partir de 1º de fevereiro, as visitas ao local serão somente por agendamento, de forma a garantir a segurança de quem frequentar o espaço durante as obras”, ressaltou.

Outra medida adotada pela administração municipal, conforme o informativo, é a adequação do contrato junto ao CIOP para gestão do parque.

“A partir de 1º de fevereiro, a prefeitura passa a assumir toda a zeladoria do complexo, ficando o consórcio responsável pela gestão do Hospital Veterinário e do Zoológico. A medida uma estratégia adotada pelo executivo como parte das ações de contenção de despesas”, finalizou o informativo.

A reportagem solicitou um posicionamento ao Consórcio Intermunicipal do Oeste Paulista, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.

Fonte: G1

Compartilhar esta postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para Blog

APOIADO POR: