Chuvas no RS: Corpo de jovem desaparecida é encontrado após 20 dias


Voltar para Blog

Chuvas no RS: Corpo de jovem desaparecida é encontrado após 20 dias

Natalia Cobalchini e seus pais foram vítimas das enchentes em Bento Gonçalves

Foi encontrado na tarde desta segunda-feira (20) o corpo da jovem Natália Cobalchini, de 27 anos, que estava desaparecida desde o início do mês após as fortes chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul, em Faria Lemos, na cidade de Bento Gonçalves. A informação foi confirmada pela irmã de Natália, Marina Cobalchini, de 43 anos.

Nas redes sociais, a irmã de Natália alegou que haviam encontrado a jovem: “Deus, eu sempre acreditei que isso seria possível! Obrigada meu pai! Te amamos pra sempre!”. Na internet, amigos e familiares também lamentaram a morte da jovem. “Que Deus te receba de braços abertos, Naty”, dizia um comentário em uma das publicações.

Na tarde de ontem (20), Diogo Segabinazzi, prefeito de Bento Gonçalves, publicou um vídeo nas redes sociais e disse que, após dez dias sem encontrar nenhum desaparecido em decorrência das chuvas, as equipes de resgate conseguiram achar mais uma pessoa que, nesse caso, seria Natália.

“A gente vai poder devolver essa pessoa para sua família, para que consiga ter um enterro digno e dar essa tranquilidade para essa que a gente perdeu e para sua família, que há 20 dias também está numa agonia, numa angústia muito grande”, afirmou Segabinazzi.

No último domingo (19), a prefeitura de Bento Gonçalves afirmou que seguiam com as ações de busca de desaparecidos no município. “Também teve continuidade o trabalho do Núcleo de Riscos Geológicos, que avalia as áreas que sofreram com deslizamentos”, alegou a prefeitura, em nota.

Denominada Operação Caminho das Antas, a força-tarefa das equipes de resgate contou com cerca de 30 bombeiros, soldados do Exército e cães. O percurso de 28 km, entre a ponte de Cotiporã até Santa Tereza, seria vistoriado pelo rio e também com equipes por terra. Além disso, a operação de busca seguia nas áreas de Faria Lemos e Imaculada Conceição.

Natália tinha 27 anos e era advogada, especialista em Direito Previdenciário e já realizava pós-graduação em Direito na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS). Os pais da jovem, Artemio e Ivonete Maria Cobalchini, também morreram em decorrência das chuvas no estado gaúcho. Eles estavam desaparecidos, mas foram encontrados ainda na segunda semana deste mês, enquanto o paradeiro de Natália ainda era desconhecido.

A advogada será velada na Capela São José de Bento Gonçalves a partir das 12h desta terça-feira (21). Após o velório, a jovem será cremada no Memorial Crematório São José de Caxias do Sul, em uma cerimônia de despedida que ocorrerá às 17h.

Fonte: Cnn Brasil

Compartilhar esta postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para Blog

APOIADO POR: