Casal de irmãos morre em intervalo de 4h em Presidente Prudente; mulher teve mal súbito e não resistiu após saber da morte do familiar por rede social


Voltar para Blog

Casal de irmãos morre em intervalo de 4h em Presidente Prudente; mulher teve mal súbito e não resistiu após saber da morte do familiar por rede social

Os corpos de Carlos Roberto Teixeira da Silva, de 59 anos, e Maria Aparecida Teixeira da Silva, de 64 anos, foram velados e sepultados juntos, na manhã desta quarta-feira (15).

Os irmãos Carlos Roberto Teixeira da Silva, de 59 anos, e Maria Aparecida Teixeira da Silva, de 64 anos, morreram em um intervalo de cerca de quatro horas de diferença, entre a noite da segunda-feira (13) e a madrugada da terça-feira (14), e tiveram os corpos velados e sepultados juntos, na manhã desta quarta-feira (15), em Presidente Prudente (SP). Carlos foi o primeiro a falecer, vítima de um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Maria Aparecida sofreu um mal súbito ao tomar conhecimento da morte do irmão através de uma postagem em uma rede social e não resistiu.

Conforme informações de Cristina Teixeira da Silva, também irmã dos dois, Carlos teve um AVC na última quarta-feira (8), “foi piorando” e morreu na noite da segunda-feira (13).

“Ele chegou na quarta-feira passada e parou, porque ele ia dormir. A minha cunhada estava fazendo a janta e, de repente, ele falou que ia tomar banho, alguma coisa assim, e quando ele levantou da cama já começou a sentir formigar o braço e ele caiu. Mas ele persistiu, ele tentou reagir e levantar, mas caiu duas vezes. Ela [cunhada] deixou ele deitado e chamou o Resgate”, esclareceu Cristina.

Cristina também disse que na unidade de atendimento médico ele foi entubado e seu quadro clínico foi se agravando.

“Não tinha como abrir a cabeça e só foi esparramando o sangue no cérebro dele”, afirmou a irmã.

Já Maria Aparecida morreu por volta da 0h15 do dia seguinte, terça-feira (14), após ver uma homenagem de um sobrinho ao irmão em uma rede social e sofrer um mal súbito.

“Ela, assim que ficou sabendo da notícia do irmão, não passou mal na hora. Ela passou mal depois de duas horas, onde ela foi ver, não sei, acho que ela estava mexendo no celular e viu no Facebook a foto do irmão, que foi o filho [da Maria Aparecida] que postou. Foi meu sobrinho que postou em homenagem ao tio. E ela passou mal”, relatou Cristina.

Maria Aparecida chegou a ser socorrida por familiares e levada até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Conjunto Habitacional Ana Jacinta, onde foi feita massagem cardíaca e ela foi entubada. Porém, não resistiu.

Ao ser questionada sobre as lembranças que ficam dos irmãos, Cristina respondeu emocionada que a irmã tinha um coração muito bom, era muito bondosa, e o irmão era muito trabalhador, um ótimo pai e marido.

Carlos Roberto trabalhava como caminhoneiro e Maria Aparecida era servidora municipal aposentada da Prefeitura de Presidente Prudente, onde atuava como cozinheira.

Os corpos foram velados juntos em uma casa de velório e depois foram sepultados também juntos, na manhã desta quarta-feira (15), no Cemitério Municipal São João Batista, em Presidente Prudente.

O Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Presidente Prudente e Região (Sintrapp) publicou uma nota de pesar e se solidarizou com a família dos irmãos falecidos.

“Com imenso pesar, o Sintrapp informa o falecimento da servidora aposentada Maria Aparecida Teixeira (Bá) e de seu irmão Carlos Roberto Teixeira. Neste momento, o Sintrapp se solidariza à dor dos amigos e familiares”, declarou a entidade sindical.

Fonte: G1

Compartilhar esta postagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para Blog

APOIADO POR: