Aproximação de frente fria provoca chuva de granizo em cidades da região de Presidente Prudente


Voltar para Blog

Aproximação de frente fria provoca chuva de granizo em cidades da região de Presidente Prudente

Na tarde desta segunda-feira (9), cidades do Oeste Paulista foram atingidas com chuva de granizo e ventos fortes.

Segundo informou o climatologista Vagner Camarini a reportagem, a mudança repentina na meteorologia deve-se a aproximação de uma frente fria, que causou as áreas de instabilidade.

“Os pontos onde as instabilidades são maiores, ocorre a chuva de granizo. Pancadas de chuva ainda estão previstas, mas não há mais previsão de granizos para os próximos dias”, explicou o especialista..

Em Martinópolis, de acordo com Victor Hugo Rocha, da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec), uma chuva acompanhada de granizo e ventos atingiu o município e, a princípio, duas ocorrências foram registradas, na Vila Epaminondas, em uma Estratégia de Saúde da Família (ESF) e na Vila Jakelaitis, no Balneário Laranja Doce.

Na Vila Jakelaits, conforme informou Rocha, foram constatadas quatro casas destelhadas e uma família desabrigada. Além da Defesa Civil, o Corpo de Bombeiros também está no local. Até o momento, não houve registros de feridos.

As ocorrências registradas estão em atendimento pelas equipes da Compdec.

A chuva de granizo também foi registrada em Panorama, mas não há registros de ocorrências na cidade.

As fortes chuvas também atingiram outras cidades do Oeste Paulista, como Dracena, Pirapozinho, Alfredo Marcondes, Presidente Epitácio, Presidente Venceslau, Presidente Prudente, Tupi Paulista

Nos municípios não foram constatados danos causados pelo temporal.

Em Santo Anastácio apesar do forte vendo a chuva foi quase imperceptível, choveu muito pouco em locais isolados.

Temporal com chuva de granizo provocou estragos em Martinópolis — Foto: Defesa Civil
Temporal com chuva de granizo provocou estragos em Martinópolis — Foto: Defesa Civil
Temporal com chuva de granizo provocou estragos em Martinópolis — Foto: Defesa Civil

Com Informações G1

Compartilhe esta postagem

Voltar para Blog